Menu principal

Simule o seu seguro

Animais Domésticos

Menu principal

Home > Particulares > Seguros Auto > Dicas Automovel > Como trocar o fluido dos travões?

fluido dos travões

Como trocar o fluido dos travões?

O freio – ou travões, como normalmente são denominados – são um dos componentes mais importantes de um automóvel. Venha saber como troca o fluido dos travões.

O cuidado com o automóvel é fundamental para que um condutor se sinta seguro na estada. Para se proteger a si e aos demais condutores, é muito natural que exista um investimento num bom seguro, como o Seguro carro MAPFRE investindo, assim, numa proteção extra em situações inesperadas.

Outra ação extremamente importante neste processo prende-se com a manutenção do veículo, sendo que peças de maior relevo, como os travões, merecem uma atenção especial no que a isto diz respeito.

Todo o sistema de travagem deve ter uma manutenção regular e atenta, já que este componente é o que garante a capacidade de um veículo para se imobilizar e reduzir a sua velocidade.

Neste sentido, torna-se pertinente saber mais sobre os cuidados a ter com os travões, incluindo como trocar o fluido do freio.

Hoje, é justamente esta questão que trazemos, para lhe dizermos como ver o nível do fluido de freio, o que é e o que pode acontecer ao seu veículo se os travões não estiverem corretamente lubrificados.

O que é o travão ou freio?

Os travões do carro correspondem a um mecanismo de controlo da aceleração que ajudam na redução da velocidade ou promovem a imobilização do veículo.

Este sistema é formado por um disco ou dois que funcionam por pressão nas restantes peças contra a roda, travando-a.

Para que funcionem da forma correta, os travões devem estar devidamente lubrificados com um fluido, também denominado de óleo dos travões e ter uma manutenção regular dos discos, tambores e pastilhas.

Fluido de freio o que é?

O líquido de travões corresponde a uma mistura química, sem derivados minerais e petrolíferos e que tem a capacidade de absorção de água (elemento higroscópico).

Este fluido tem a capacidade de absorver a humidade ambiental, evitando que a água se misture no sistema de travagem, o que geraria vapor de água e iria reduzir significativamente a força de travagem.

Desta forma, o líquido de freio é fundamental para evitar a ocorrência de acidentes durante a circulação de um veículo.

Falta de fluido de freio o que pode acontecer?

O líquido dos travões tem um tempo de vida útil de, no máximo, dois anos, sendo fundamental que, mesmo se não tiver conduzido muito ao longo deste tempo, promova a sua troca ao final deste tempo.

Este fluido é essencial para o bom funcionamento do sistema de travagem e, caso não esteja em boas condições, pode acontecer que o líquido absorva humidade, originando, no seu ponto de ebulição, vapor de água que prejudicará o sistema e podendo, ainda comprimir o sistema, de forma prejudicial para a condução.

Quando isto acontece, a capacidade de travagem do veículo é afetada, o que pode colocar em risco o veículo e a vida do condutor, ao aumentar a probabilidade de ocorrência de acidentes de viação.

Quando e como mudar o fluido dos travões?

A maioria dos especialistas na matéria recomenda que o líquido dos travões sejam substituído a cada dois anos, sendo que, apesar desta recomendação geral, deve considerar que, em alguns casos, pelo estilo de condução, fatores ambientais (como a humidade) ou o uso excessivo do sistema de travagem podem fazer com que a mudança do óleo deva ser antecipada.

Fazer um teste ao óleo dos travões torna-se, assim, bastante pertinente, sendo que isto será feito em ambiente de oficina, por profissionais especializados que avaliarão a cor do líquido, verificando se este está queimado e/ou precisa de ser substituído.

Afinal, como trocar o fluido do freio?

A mudança do líquido de freio é bastante simples, bastando colocar a mistura indicada pelo manual no local indicado.

O processo inicia-se com a remoção das rodas e a limpeza do depósito do óleo de travões e da sua tampa. Nesta fase, deverá remover o resto do óleo antigo que possa, ainda, existir no compartimento.

Assim que tenha retirado o óleo queimado, deve substituí-lo pelo novo, enchendo o mesmo depósito até ao nível máximo indicado, com o cuidado de não o deixar cair sobre o automóvel, já que corre o risco de manchar a pintura.

O processo termina com um teste de travões, no qual irá verificar que o óleo limpo sai pelos parafusos.

Ainda que possa seguir estes passos para mudar o óleo por si mesmo, idealmente, o processo deve ser feito por alguém especializado em mecânica, sendo preferível que leve o seu automóvel até uma oficina.

Calcule o seu seguro agora

Auto
Habitação
Vida

IDS: Indemnização Direta ao Segurado

Sinistro: o que fazer?

Vai Viajar? Saiba o que fazer no estrangeiro.

Compromissos e Procedimentos

DIA INTERNACIONAL DA RECICLAGEM

DIA INTERNACIONAL DA RECICLAGEM

A MAPFRE RECUPERA E RECICLA CERCA DE 3.000 TONELADAS DE RESÍDUOS, 95% DO TOTAL DE RESTOS DO GRUPO A companhia promove o consumo responsável de recursos, bem como a redução, a reutilização e a reciclagem de resíduos. Em 2022, conseguiu converter a sua sede de Espanha...

Saber mais
Para brisas: reparar ou substituir?

Para brisas: reparar ou substituir?

Sabia que um dano no vidro do para-brisas pode ser resolvido com uma reparação? Nem sempre a substituição é a melhor solução. Geralmente, se uma fenda não exceder os 2,5 cm e desde que o dano não esteja próximo das extremidades do vidro ou no campo de visão do...

Saber mais
Como será o automóvel do futuro?

Como será o automóvel do futuro?

O setor automóvel tem evoluído de forma evidente, acompanhando a integração de novas estruturas e recursos potenciadas pela evolução tecnológica. Neste momento, toda esta evolução nos leva a questionar como será o automóvel do futuro. Venha descobrir. O setor...

Saber mais