Menu principal

Simule o seu seguro

Animais Domésticos

Menu principal
Home > Sobre MAPFRE Portugal > Fundação MAPFRE > A Cadeira Mais Segura > Instalação e fixação > Todos os passos a seguir para colocar corretamente uma criança na cadeira auto.

Todos os passos a seguir para colocar corretamente uma criança na cadeira auto.

Escolher um sistema de retenção para crianças adequado e que cubra as nossas necessidades é muito importante, mas também é importante instalar a cadeira auto corretamente e colocar bem a criança. São três fatores que devem ser considerados para garantir a segurança das crianças nas suas viagens.

Saiba como colocar corretamente a criança no sistema de retenção para crianças.

Em primeiro lugar, vai encontrar cintos de cinco pontos (o mais comum e que mais proteção oferece) ou de três pontos, e com fecho central em ambos os casos.

No caso de bancos elevatórios, tanto com ou sem encosto, o cinto de segurança é o responsável por segurar a criança.

PASSOS A SEGUIR PARA UM AJUSTE CORRETO:

-Antes de colocar a criança na cadeira, verifique se o sistema de retenção está bem instalado. Não deve mover-se muito, o sistema Isofix deve estar bem fixo (há dispositivos que quando em verde indicam que está bem instalado) e o cinto deve passar por todas as partes indicadas pelo fabricante. Verifique também se o Pé de Apoio ou Top Tether estão bem colocados. O Top Tether deve estar bem esticado e o pé de apoio em contacto com o chão do carro. Verifique se a inclinação é adequada e que conta com um redutor caso necessário (para recém-nascidos). Veja aqui como instalar uma cadeira auto.

Tire o casaco à criança, pode dar uma falsa sensação de fixação. O principal erro netes casos é que o cinto pode ficar pouco ajustado, provocando o efeito submarino.

-Coloque a criança na cadeira e passe o cinto pelos respetivos braços. As duas faixas superiores devem passar pelo ombro e as duas inferiores pela cadeira. Não devem ter dobras. Aperte o fecho central de acordo com as instruções do fabricante. Lembre-se: adapte a altura do cinto à altura da criança. De acordo com o seu crescimento, vá subindo o cinto até à altura correta. Deve ficar ao nível do ombro ou ligeiramente abaixo, se a cadeira está virada para trás, e ao nível do ombro ou ligeiramente acima, se a cadeira está virada para frente. Veja aqui como saber se o cinto está pequeno. Quando esgotadas todas as possíveis posições reguláveis, chega o momento de trocar de cadeira e comprar uma de tamanho superior. Neste infográfico mostramos quando é a altura ideal para trocar de cadeira. 

Ajuste bemLembre-se: um cinto apertado é um cinto seguro. Verifique se está bem ao passar dois dedos entre o cinto e o corpo da criança. Outra recomendação: se podemos “beliscar” a faixa, o cinto não está suficientemente ajustado e pode ser perigoso. O cinto deve ficar o mais ajustado possível, sem ser desconfortável para a criança.

Estas recomendações são válidas tanto para as cadeiras auto viradas para trás como para a frente. No caso de bancos elevatórios com o cinto de segurança, siga estas recomendações:

Coloque a criança sem casaco na cadeira, já que prejudica da mesma forma.

Coloque o cinto como o faz numa pessoa adulta, isto é, o objetivo é elevar a criança para que o cinto fique corretamente colocado. Explicamos neste infográfico a correta colocação num banco elevatório:

sistemas de retenção

Recordamos que os bancos elevatórios com encosto são mais seguros, já que oferecem maior proteção em impactos laterais e também na zona da cabeça. Evite cometer erros na colocação da criança, já que a faixa deve passar pelas partes indicadas. Em qualquer caso, a faixa diagonal do cinto deve passar pela clavícula, sobre o ombro e bem pegada ao peito, enquanto a banda inferior deve ficar na pélvis ou parte superior da coxa. Assim, a criança mantém a posição enquanto dorme.

Em nenhum caso devem viajar com o cinto solto, dobrado ou mau colocado, por exemplo, um braço fora ou sem a parte superior.

Os sistemas de retenção para crianças devem ser utilizados de forma obrigatória até aos 135 cm, mas é recomendável continuar a utilizá-lo até aos 150 cm, quando o cinto de adulto fica devidamente ajustado. Se a faixa do ombro tocar o pescoço ou passar na parte inferior do queixo, a criança deve continuar a utilizar um banco elevatório, de preferência com encosto.