Pular para o conteúdo

Segurar a casa pode segura-lo a si

Conteúdo Patrocinado

Naquele dia, Fernanda Oliveira fez exatamente o que fazia em tantos outros dias. Levantou-se cedo, pôs a máquina da roupa a funcionar, colocou a trela no cão e foi com ele à rua. Durante o passeio fez o desvio habitual e foi a casa da mãe, ali perto, para ver como tinha passado a noite. Regressou com a ideia de tirar a roupa da máquina, que entretanto já teria parado, e estendê-la logo de seguida.

Mas o que a esperava em casa era tudo menos isso: uma inundação no andar de baixo com origem na sua máquina de roupa. Rapidamente viu passar-lhe à frente dos olhos um autêntico filme de terror, para o qual não estava preparada. Isto porque a casa da vizinha estava uma lástima, com vários eletrodomésticos afetados, além do chão e móveis de madeira completamente encharcados. Mas afinal, tudo acabou por resolver-se sem qualquer drama.

Simplesmente porque, a conselho da irmã, Fernanda tinha feito há algum tempo um seguro multirriscos habitação que cobria a situação e ainda lhe substituiu a máquina da roupa.

Histórias como a de Fernanda Oliveira existem muitas. É que, ao contrário do que frequentemente se ouve dizer, os seguros estão mesmo lá quando são necessários, apoiando nos momentos de maior vulnerabilidade. Hoje em dia, encontram-se já várias possibilidades no mercado de seguros multirriscos habitação, sendo que algumas incluem coberturas muito vantajosas e desenhadas para ir ao encontro das necessidades reais dos clientes.


Inverno a chegar, perigo à espreita

Percebe-se que os seguros funcionam quando são mesmo necessários se olharmos para as estatísticas nos anos em que os invernos são mais rigorosos. Em regra, verifica-se um correspondente aumento da participação de sinistros multirriscos nas seguradoras.

As razões são diversas, desde as inundações provocadas pelas chuvas, passando pelos aparelhos elétricos danificados por descargas elétricas ou até telhados que voam com os ventos fortes.
São situações a que normalmente não prestamos grande atenção, porque gostamos de pensar que só acontecem aos outros. Mas a verdade é que todos somos suscetíveis de precisar de ajuda em circunstâncias extremas.

Além de inundações ou desastres naturais, muitas outras situações nos põem à prova dentro da nossa própria casa, todos os dias. De acordo com os dados mais recentes disponíveis no site da Autoridade Nacional da Proteção Civil, em 2010 registaram-se cerca de 7 500 incêndios em habitações, tendo estes ocorrido maioritariamente nos meses de janeiro, fevereiro, março e dezembro.
O facto não é de estranhar, já que é nos meses em que o frio do inverno se faz mais sentir que o uso de aquecedores, cobertores elétricos ou lareiras é reforçado, aumentando o risco de incêndio. Da mesma forma, nesta altura do ano as pessoas passam mais tempo em casa, muitas vezes recorrendo à utilização simultânea de diversos aparelhos elétricos.
Quanto a muitas outras situações, estamos sujeitos em qualquer época do ano. É o caso dos assaltos, por exemplo. Segundo o Relatório Anual de Segurança Interna de 2015, só no ano passado foram participados 16 186 crimes de furto em residência com arrombamento, escalamento ou recurso a chaves falsas. Importa, pois, pesar todos estes riscos e procurar a melhor forma de proteger a casa e a família.

.
Segurar a casa pode segura-lo a si
.

NETCASA – segura tudo em casa

Muitas pessoas pensam que ao fazerem um seguro contra incêndios – a que são obrigadas por lei no caso de propriedade horizontal – estão protegidas para diversas situações. Mas não é assim. A proteção conferida por aquela modalidade é muito limitada, pelo que se aconselha a contratação de um seguro multirriscos habitação, que garante auxílio num conjunto muito mais alargado de situações.

É o caso do seguro NETCASA da MAPFRE | SEGUROS. Além das coberturas habituais, aqui encontra proteção de bens em caso de inundação; envio de canalizador, eletricista ou pintor (bastando para tal um simples telefonema); cobertura de danos em aparelhos elétricos; reposição de móveis, televisão e aparelhos em caso de incêndio e até substituição das chaves e fechadura da habitação em caso de perda ou roubo.

Conhecedora profunda das necessidades dos clientes nacionais, a MAPFRE | SEGUROS concebeu um produto com três modalidades – BASE, BASE MAIS e MAXI – que oferece um crescendo de proteção conforme as realidades de cada pessoa.

A modalidade BASE do NETCASA destina-se a quem se preocupa sobretudo com os danos causados por certos riscos naturais – incêndios, tempestades, inundações, aluimento de terras, entre outros – e com as suas responsabilidades por danos causados a outras pessoas (terceiros). É nas restantes modalidades que as possibilidades de proteção aumentam, nomeadamente em casos de arrendamento.


Proteção no arrendamento

Muitos são os proprietários que recusam a possibilidade de arrendar uma casa com receio de eventuais danos provocados pelos arrendatários. Alguns acabam mesmo por ficar com a casa fechada, uma situação que não serve os interesses de ninguém.

A pensar neste problema concreto, a MAPFRE | SEGUROS disponibiliza a modalidade BASE MAIS do NETCASA, através da qual o proprietário é compensado caso os inquilinos (ou os seus familiares, amigos e animais) vandalizem a casa alugada, após ter ocorrido o despejo ou abandono da fração arrendada.

Da mesma forma, se o imóvel tiver um sinistro que impossibilita o arrendatário de habitar o imóvel, durante o período de reparação não lhe é cobrada renda. Durante esse período é a companhia de seguros que paga o valor da renda ao Senhorio. 

O mesmo tipo de garantias é conferida ao inquilino que, para se sentir mais amparado, pode também subscrever esta modalidade do NETCASA, ficando protegido no caso de eventuais despesas efetuadas com a reparação ou substituição de bens pertencentes ao senhorio afetados por sinistro que esteja coberto pela apólice.

Já na modalidade MAXI, o seguro NETCASA estende a sua proteção a animais domésticos, danos em jardins ou veículos de garagem, incluindo acidentes pessoais, despesas com substituição de chaves e fechaduras, reconstituição de documentos pessoais, roubo de bens de uso pessoal e até morte de pessoas seguras.

Todas as situações foram pensadas e contempladas pela MAPFRE | SEGUROS para que, através de um único seguro, o cliente beneficie da proteção que necessita para se sentir verdadeiramente seguro dentro do seu porto de abrigo – a casa onde habita.

 
Conteúdo produzido pelo Observador Lab. Para saber mais, clique aqui.
Volta ao Topo