Menu principal

Simule o seu seguro

Animais Domésticos

Menu principal
Home > Sobre MAPFRE Portugal > Fundação MAPFRE > Viajar em Segurança > Gravidez e condução > 10 Coisas que não deve fazer ao volante grávida
grávida a conduzir

10 Coisas que não deve fazer ao volante grávida

A proteção deve começar enquanto grávida. Pensar que o cinto de segurança pode causar danos ao bebé é um erro comum! Mas devemos utilizá-lo de forma correta. Neste artigo falamos sobre o que nunca deve fazer na gravidez durante a condução.

1. Viajar sem cinto de segurança ou com o cinto mal colocado.

Usar o cinto de segurança é a melhor maneira de proteger a mãe e o bebé.  A faixa inferior do cinto deve passar por baixo da barriga e logo acima dos ossos da pélvis. Por outro lado, a faixa superior deve passar acima da zona média do esterno e da clavícula, sem ficar demasiado perto do pescoço. É importante que a faixa superior nunca fique sobre a barriga ou sobre um dos seios, nem por baixo do braço ou axila.

2. Não seguir as indicações do médico.

Mesmo estando grávida, é seguro conduzir durante a maior parte do tempo. No entanto, se o seu médico aconselha deixar de conduzir por algum motivo, deve seguir essas indicações! Já que o corpo da mulher passa por muitas fases e mudanças que podem influenciar a nossa capacidade de condução. Além disso, é recomendável não conduzir durante as últimas semanas da gravidez.

3. Continuar a conduzir mesmo que a sua barriga esteja demasiado perto do volante. 

É recomendável deixar de conduzir quando o volante está demasiado perto da barriga e, portanto, do bebé (20 cm aproximadamente).

4. Não descansar o suficiente ou fazer tarefas inadequadas que exigem muito esforço. 

É aconselhável aumentar o número de paragens durante uma viagem para poder esticar as pernas, andar e, claro, evitar qualquer ação que envolva esforço, tal como mudar uma roda ou carregar bagagem.

5. Não adaptar o banco e o volante às nossas novas necessidades. 

Deve adaptar a altura e posição do banco à sua nova realidade. Aumente a distância entre o banco e o volante ou o painel na medida do possível. Contudo, não é necessário desativar o airbag. Assegure-se de que o encosto de cabeça do banco está bem situado, na altura correta, protegendo assim o pescoço e cabeça. Não se esqueça de adaptar os espelhos retrovisores ao mover o banco. Ajuste o volante em altura e posição. Deve ficar na direção do peito, nunca da cabeça ou abdómen. O Banco deve ficar na posição vertical.

6. Não ter comida ou bebida no veículo.

Leve água nas viagens para se hidratar e tenha sempre algumas bolachas ou sumos, para evitar enjoos.

7. O médico pode aconselhar não utilizar o cinto de segurança por razões de saúde.

Neste caso, siga as suas indicações. Viaje de carro apenas em situações excecionais, limite estas deslocações o máximo possível

8. Não use almofadas no banco ou pinças no cinto.

Elimine qualquer folga no cinto e evite tudo aquilo que pode afetar o seu funcionamento.

9. Não consultar o especialista em caso de acidente sem gravidade.

Se tiver um acidente de trânsito enquanto grávida, mesmo que sem qualquer sequela aparente ou gravidade, é importante consultar o seu médico para certificar-se que está tudo bem com o bebé.

10. Transportar o recém-nascido ao sair do hospital e depois.

Nunca se esqueça que o recém-nascido, quando sai do hospital, e na sua primeira viagem de carro, já tem que ir no seu sistema de retenção infantil adequado.