Pular para o conteúdo

Investimentos sem tormentos

Investimentos sem tormentos

Dizem os grandes economistas que “dinheiro parado é dinheiro desperdiçado”. Apresentamos-lhe 10 dicas para minimizar os riscos no momento de investir e tomar decisões acertadas no momento de aplicar o seu dinheiro.

1. Penso logo invisto

Não tome decisões sob pressão ou em momentos de stress. Respire fundo e tome decisões de cabeça fria. Seja racional e evite atalhos que o levem por caminhos indesejados. Antes de avançar para qualquer tipo de investimento, pare, leia e reflita. Equacione todos os cenários possíveis, não apenas os mais positivos. Faça uma planificação para o investimento que vai fazer e evite sobressaltos desnecessários.

2. Nunca invista no que não conhece 

São muitas as solicitações para investir as suas poupanças, mas nem todas são válidas. Sempre que possível, partilhe as suas intenções com alguém da sua confiança que conheça o mundo dos investimentos como a palma das suas mãos. Escolha empresas sólidas, seguras e com um bom historial no ramo financeiro.

3. Não meta todos os ovos no mesmo cesto 

O objetivo dos investimentos é fazer omeletes que alimentem o seu futuro e lhe tragam segurança. Deve proteger bem os seus ovos para que estes não se partam todos, caso o cesto do investimento caia ao chão. Não aplique todo o seu capital em apenas um fundo. Quanto mais diversificados forem os seus investimentos, menor será o risco que corre.

4. K.I.S.S. - Keep it Simple and Safe

Não falamos da famosa banda de rock norte-americana, mas sim sobre a necessidade de não complicar no momento de investir. Escolha planos de investimento fáceis de compreender, com regras claras e que não exijam ser um prémio Nobel em economia para saber como funcionam. Fale com o gestor de conta e esclareça todas as dúvidas antes de assinar qualquer documento.

5. Três foi a conta que o investidor fez

Faça bem as contas antes de investir. É importante estar precavido para aquelas eventualidades que nem o grande Professor Diakhaby conseguiria prever nas suas cartas e búzios. Tenha sempre de parte um fundo de reserva que, em caso de perder o seu salário mensal, lhe permita pelo menos durante três meses pagar todas as despesas que necessita para viver.

6. Investir não é só para tubarões

Não se deixe impressionar pelos investimentos feitos por empresários milionários em programas de televisão. Nem só quem tem muito dinheiro é que ganha dinheiro. Pode investir a partir de qualquer montante. Faça uso do ditado popular “grão a grão, enche a galinha o papo”. Escolha um plano que se adeqúe ao montante que tem disponível e ao risco que está disposto a assumir.

7. Assegure-se que está seguro

A sua segurança, a da sua família, dos seus animais e a dos seus pertences, tem um valor incalculável. Em caso de roubo, doença ou calamidade, será muito mais caro ter de pagar todas as despesas do seu bolso. Escolha um bom seguro que lhe garanta que, em caso de emergência, não necessita abortar os seus investimentos, retirando o seu dinheiro e perdendo todos os seus ganhos por levantamento antes de tempo. Espere o melhor, mas prepare-se para o pior.

8. Tape os buracos da carteira para não ir ao fundo

Tal como alguns barcos deixam entrar água, algumas carteiras deixam entrar dívidas. Assegure-se que tem todas as suas despesas bem calculadas e que não tem gastos supérfluos que poderia perfeitamente evitar. Fuja a sete pés de cartões de crédito desgovernados, hipotecas descontroladas ou empréstimos desmesurados. Se sentir que se está a afundar em dívidas, peça ajuda a especialistas antes de se tornar num Titanic financeiro.

9. Extrato em fanicos

Antes de salvar o planeta, salve a sua segurança e a dos seus dados pessoais. No momento de deitar no caixote da reciclagem os documentos que se acumulam nos seus dossiers, reduza-os a bocadinhos para que estes não possam ser lidos por terceiros. Como diz a sabedoria popular: “Nunca fiando…“.

10. As pirâmides são bonitas mas é lá no Egito

Ir ao Egito e ver as magníficas pirâmides é uma viagem de sonho. No entanto, fuja dos negócios de pirâmide. Há muitos anos que este tipo de negócio se provou ruinoso para quem nele participa. Quando um negócio parece ser demasiado bom para ser verdade, normalmente, é porque é. Redobre os cuidados, o tempo dos faraós já acabou.

Esperamos que as nossas dicas o ajudem a tomar melhores decisões no momento de aplicar as suas poupanças. Ponha o seu dinheiro a mexer e escolha planos de investimento que lhe permitam encarar o futuro com maior segurança e confiança.
Bons investimentos.

Fontes:

http://www.telegraph.co.uk/finance/personalfinance/investing
https://www.moneysmart.gov.au/investing
http://www.cfinancialfreedom.com/11-tips-invest-money-wisely
http://www.moneywise.co.uk/investing/first-time-investor/10-tips-beginner-investors

Volta ao Topo