Pular para o conteúdo

Previnir hoje para melhor cuidar amanhã

 Previnir hoje para melhor cuidar amanhã

Companheiros incondicionais, confidentes, parceiros. Estão connosco para qualquer eventualidade e são considerados membros da família. Queremos tê-los connosco por muitos anos, e a aposta na sua saúde pode ser o passaporte para uma vida saudável e feliz.

São os melhores amigos do homem, fazem companhia e recebem os donos com alegria e saudade no regresso a casa. Aliás, fazem-nos sentir em casa e acabam por até ser confidentes. Os animais domésticos já são considerados elementos da família. Segundo o estudo GfK Track.2 Pets, de Julho de 2015, elaborado pela consultora GfK, “mais de metade dos lares portugueses tem, pelo menos, um animal de estimação”. O estudo demonstrou que Portugal é um país “pet friendly” caracterizando ainda os hábitos dos donos dos animais no que respeita aos cuidados com a alimentação e à saúde dos seus amigos. É com estes dois aspectos que os donos se preocupam mais, mas também com a higiene e conforto.

“Na saúde, é visível que cada vez mais se leva o ‘amigo de quatro patas’ ao veterinário sobretudo para vacinação (91% no caso dos cães e 72% nos gatos), mas também para desparasitação interna/externa. Já na alimentação nota-se que está a diminuir a tendência de dar restos de comida (-32% nos cães e -40% nos gatos, face a 2011) e começa a privilegiar-se mais a alimentação seca (76% nos cães e 69% nos gatos). Em ambos, a comida é escolhida de acordo com a preferência/gosto do animal. Assim sendo, é na alimentação que os ‘donos’ mais dinheiro gastam (60% nos cães e 61% nos gatos)”, avança a consultora em comunicado de imprensa.


O seu amigo de quatro patas chegou a sua casa. E agora?
Para começar, há que garantir que dormirá num local confortável e adequado, protegido da chuva e do calor, caso fique ao ar livre. Mantenha a sua “casa” limpa, com água renovada e fresca. O mesmo se aplica ao local onde faz as suas necessidades. Deve garantir que o alimenta convenientemente. Informe-se com o seu médico veterinário sobre as rações mais adequadas para a espécie e a idade do animal. Aproveite os seus tempos livres para passear com o seu amigo. Assim, ambos irão praticar exercício físico e combater o sedentarismo. Não se esqueça de levar um saco de plástico para recolher os dejectos na rua, nos passeios e locais públicos. Esta é uma medida aplicada e obrigatória por lei, além de ser uma questão de bom senso, de cidadania e de saúde pública. Deve levar também coleira e recomenda-se a identificação por microchip, para o caso de o seu animal de companhia se perder.
Quando as crianças pedem aos pais um animal de estimação, não é raro o tempo de preparação para a nova responsabilidade. Se desde pequenos, os miúdos se habituam a perceber que ter um animal é muito mais do que uma ideia engraçada, também é importante que cresçam a perceber que cuidados são importantes para um crescimento saudável. Ter um animal é mais do que alimentá-lo e levá-lo a passear. As idas ao veterinário são essenciais sobretudo no que respeita a consultas de profilaxia. Como na Medicina Humana, é sempre mais prudente prevenir do que tratar. As clínicas veterinárias têm à disposição consultas em que além do aconselhamento sobre os melhores cuidados a ter, os profissionais executam as medidas necessárias a um crescimento adequado, desde a desparasitação à vacinação.


Quem cuida, protege
Um dos argumentos de alguns donos para a pouca assiduidade nas consultas veterinárias, acentuado com a crise económica que o país atravessou nos últimos anos, está relacionado com o preço das consultas. E na hora de priorizar os gastos familiares, os animais de companhia nem sempre ficam nas primeiras opções. Para enfrentar alguns custos, que podem ser surpreendentes, mas também para que os donos apostem mais na promoção da saúde e na prevenção de doenças, a MAPFRE Seguros lançou um seguro de responsabilidade civil e saúde animal que lhe dá acesso aos serviços que o seu melhor amigo necessita. O mesmo permite poupar 50% nas despesas totais, dando acesso a descontos, permitindo maior comodidade na altura de pagar e garantindo ainda vantagens exclusivas no que respeita aos banhos, tosquias, grooming, hotel, pet-sitting, dog-walking, e transporte.
Invista hoje e poupe no futuro. Mal adira ao seguro, tem acesso a todos os benefícios associados ao mesmo, tendo em conta apenas alguns períodos de carência associados a coberturas específicas. O investimento será sempre residual se tiver em conta o que ganhará com o mesmo: a companhia do seu amigo junto a si durante muitos anos, feliz, a correr pela casa, a recebê-lo com entusiasmo quando regressa do trabalho e cheio de saúde. Não é o que querem todos os apaixonados por animais?

Volta ao Topo