Menu principal

Simule o seu seguro

Animais Domésticos

Menu principal

Home > Particulares > Poupança e Investimento > Dicas de poupança > Ómicron, tensões geopolíticas, inflação e a crise energética condicionaram janeiro

inflação e a crise energética

Ómicron, tensões geopolíticas, inflação e a crise energética condicionaram janeiro

Quais os eventos com maior relevância nos mercados financeiros?

Em janeiro de 2022, destacamos:

  • O comportamento dos mercados caracterizou-se por uma elevada volatilidade, justificada pelos seguintes fatores:
    • Propagação da variante Ómicron;
    • Tensões geopolíticas entre Rússia-Ucrânia-EUA-NATO;
    • Crise energética;
    • Interrupções nas cadeias de distribuição, por falta de matéria-prima/componentes;
    • Contínua pressão da inflação, especialmente nos EUA, onde vários membros da FED (Sistema de Reserva Federal) sugeriram a possibilidade de aumentar as taxas de juro oficiais em março, com o objetivo de controlar a inflação que já atingiu os 7% em dezembro (a mais alta desde 1982).

Como consequência de tudo isto:

  1. Entre os índices mais penalizados do mês, destacam-se as bolsas norte-americanas, com o seu índice de referência S&P 500 que caiu -5,26%, muito afetado pela queda de -8,52% do NASDAQ 100, devido à valorização do dólar e aos problemas de abastecimento;
  2. As expectativas de crescimento nos países desenvolvidos foram um pouco afetadas, enquanto que nos países emergentes, especialmente na América Latina, melhoraram substancialmente, refletindo-se nas bolsas.

 Quais os efeitos positivos (eventos que afetaram a evolução dos mercados financeiros)?

  • O mês de janeiro foi negativo para os ativos de risco. Isto pode ver-se claramente nas rentabilidades dos nossos fundos perfilados (Prudente, Moderado, Decidido), onde de acordo com o seu nível de exposição a ações, assim foi o seu desempenho durante o mês de janeiro. Também é bem visível que este tipo de fundo tem um risco controlado:
fundos perfilados

 

  • Esta volatilidade que estamos a viver nas ações, justificada pela incerteza provocada pelos diversos fatores já referidos, não nos deve afastar dos nossos objetivos de poupança de médio/longo prazo. De salientar que a volatilidade é um fator intrínseco aos ativos de risco. Mas, quando se tem uma carteira de ativos bem diversificada, as ações sempre demonstraram ao longo do tempo ser o ativo mais rentável, oferecendo proteção em tempos de inflação.

Quais as perspetivas de evolução para os próximos tempos?

  • Sendo 2022 um ano de maior volatilidade, mantemos a nossa visão de médio/longo prazo favorável ao rendimento variável. Irá continuar, por um lado, com interessantes expectativas de rentabilidade e por outro, por falta de alternativas em rendimento fixo.
  • A equipa de gestão da MAPFRE AM, em fevereiro, estará atenta à divulgação dos resultados empresariais; ao desenvolvimento da tensão entre a Rússia-Ucrânia-EUA-NATO; à evolução dos preços e de que forma esta irá afetar o consumo privado.

Calcule o seu seguro agora

Auto
Habitação
Vida

Cotação de Fundos

Resgates e Reembolsos (Genérico)

Resgates e Reembolsos (PPR)

Participação de Sinistro
PDF (92.7 KB)
Informação Taxas Variáveis
PDF (56 KB)
Garantia e Solvência MAPFRE
PDF (88 KB)
A informação constante desta página não dispensa a consulta da informação pré-contratual e contratual legalmente exigida. Produto comercializado pela: MAPFRE - Seguros Gerais, S.A.
Sabe como potenciar a sua poupança?

Sabe como potenciar a sua poupança?

Dentro do projeto de literacia financeira, a ASF lançou uma série de vídeos “Vamos Falar Seguro”, com o objetivo de apoiar o consumidor na compreensão dos produtos e serviços do setor segurador e fundos de pensões. Dentro das necessidades de constituição de...

Saber mais
A grande protagonista de momento é a inflação

A grande protagonista de momento é a inflação

Abril foi um mês muito negativo para todos os tipos de ativos. Praticamente nenhum se salvou de quedas significativas, não houve onde encontrar refúgio. Vimos revisões em baixa nos crescimentos e revisões em alta nas inflações. Toda esta tempestade perfeita de...

Saber mais