Menu principal
Menu principal

Simule o seu seguro

365888~|mapfre~|HOGAR-32~|

Casa

Informações úteis

Menu principal

Simule o seu seguro

365888~|mapfre~|MASCOTAS-32~|

Animais Domésticos

Menu principal
Menu principal

Simule o seu seguro

365888~|mapfre~|VIDA-Y-DECESOS-32~|

Vida

Menu principal

Profissionais Liberais

Home > Sobre MAPFRE Portugal > Notícias > Receitas MAPFRE alcançam os 14.100 milhões de euros no primeiro semestre

Receitas MAPFRE alcançam os 14.100 milhões de euros no primeiro semestre

O lucro sobe 386 milhões de euros

900x250-resultados

As receitas da MAPFRE nos seis primeiros meses deste exercício ascenderam aos 14.091 milhões de euros (-8,7%), enquanto que os prémios situaram-se nos 11.970 milhões de euros (-8.4%), e o lucro líquido, foi de 386 milhões de euros, 7,1% inferior ao do exercício anterior.

Esta evolução explica-se devido à forte depreciação das principais moedas (dólar -9,0%; real brasileiro -16,6% e lira turca -19,8%) e a queda dos rendimentos financeiros (redução das taxas de juro no Brasil e noutros países americanos, para além do ambiente de baixas taxas na Europa). Destaca-se a solidez do lucro recorrente em 2018 que, sem as irregularidades do exercício anterior (provisões no canal de bancasseguros e a venda de um imóvel em Madrid), cresceu 4,9%. É importante evidenciar a evolução positiva do negócio em Espanha, motor do crescimento, e do negócio de resseguro, tanto pela solidez quanto pela sustentabilidade do resultado e do seu contributo para o Grupo. Também é de realçar a melhoria do resultado em países como México, Argentina e Itália, e os negócios da MAPFRE GLOBAL RISKS e da MAPFRE ASSISTÊNCIA. O rácio combinado do Grupo alcançou, ao fecho do primeiro semestre deste ano, 97,4%, com destaque especial para a evolução de Espanha, principalmente no negócio automóvel, da Latam Norte e da Latam Sul. O rácio de solvência situou-se em 203,1% em março de 2018, mantendo uma grande solidez e estabilidade, graças à alta diversificação e às rigorosas políticas de investimentos do Grupo.O património líquido ficou em 10.107 milhões de euros, enquanto os fundos próprios alcançaram, no final do primeiro semestre, 8.457 milhões de euros. Os ativos totais alcançaram os 68.203 milhões de euros.Os investimentos do Grupo totalizaram 49.689 milhões de euros em junho. Desses investimentos, 55% correspondem à dívida soberana, enquanto 19% são investimentos em renda fixa corporativa, e 8% em renda variável e fundos de investimento. É importante destacar que 68% deles têm uma qualificação de crédito A ou superior.

A Área Regional Ibéria (Espanha e Portugal)

Esta área obteve um volume de prémios de 4.130 milhões de euros (+4,6%), com um lucro de 250 milhões e uma melhoria do rácio combinado de 1,4 pontos, alcançando 93,7%.

Em Espanha, o crescimento dos prémios é ainda maior, ao subir 4,9%, até aos 4.130 milhões de euros, graças, principalmente, à melhoria do negócio na maioria dos ramos em que opera. É de se destacar a boa evolução do negócio automóvel, que cresceu 2,7% (mais 3 décimas do que o setor), até aos 1.127 milhões de euros, com um aumento de quase 170.000 veículos seguros (superando os 5,67 milhões de euros) e uma melhoria de 3,8 pontos no rácio combinado, até atingir os 89,7%. A sinistralidade deste negócio melhorou graças ao efeito de anulação de apólices não rentáveis, fundamentalmente de frotas, e a favorável evolução do negócio da VERTI. O setor de Saúde e Acidentes também cresceu 6,3%, atingindo 566 milhões de euros.O negócio da MAPFRE VIDA, situou-se em 1.192 milhões de euros, uma descida de 1,1%, devido à menor emissão do negócio de Seguro de Vida (poupança). Descontando o negócio de Unión Duero Vida em 2017, que foi vendido este ano, os prémios cresceram 1,9%. No encerramento do primeiro trimestre, o património dos fundos de investimento alcançou 3.516 milhões de euros, uma redução de 2,9%, enquanto os fundos de pensões cresceram 3,8%, chegando aos 5.061 milhões de euros.

Calcule o seu seguro agora

Auto
Habitação
Vida